quarta-feira, março 22, 2006

Olho aquela mulher...


Olho aquela mulher...
Imagino-a...
Falaram-me nela...
Já tirou dois peitos,
Tem a tez mortiça,
Olhos afundados,
E sorri, no entanto,
Quando se olha ao espelho
Num reflexo de vaidade!



Imagem de www.theraivenne.com.

Poema de Joaquim Camarinha

1 Comments:

Blogger Lila Magritte said...

Es interesante mirar a quien se mira y se admira, con la esperanza secreta de ser descubierto.

12:21 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter