sexta-feira, março 06, 2009

Oração





Condói-te da minha ciência fraca
Do tempo contado
Do espírito atado
À matéria opaca

Ora por mim na eternidade
Quisera ser cão
Quisera ser vão
Na irrealidade

Só a ignorância deixa conhecer
Respirar fundo
Percorrer o mundo
E nunca morrer

Pousa a tua mão no meu existir
Mostra-me a ausência
A não consciência
Deixa-me dormir


Imagem de: http://zenpoppa.com.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter