quarta-feira, janeiro 21, 2009

A sensação de perigo face à dinâmica universal desigual





Porque é que sob as unhas se acumula tanto lixo
E o cotão se varre para debaixo dos tapetes
E os pregadores pregam sangue, chamas e não água benta
E o universo crê justificada a perpétua morte
Pela criação de mais coisas destinadas a morrer?
Já quase tudo perdi ou nunca cheguei a ganhar
Perdi a fé inclusive, tenho tão pouco a perder
Mas perco o universo inteiro por tão pouco me restar
E nem conseguir dormir nem conseguir acordar...


Imagem de: www.daviddarling.info (colisão de galáxias).

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter