sexta-feira, abril 20, 2007

Saudade




Longe, entre a neve e o vento,
Onde brota só a ausência,
Ceifada a raiz do tempo,
Tudo é tundra e consciência.

Que te dizem essas ilhas?
Que te contam essas línguas
Que são da diferença filhas
E vivem de vácuos e mínguas?

Quem dera sob este azul,
Sobre esta terra vulgar,
Pudesse eu teus olhos beijar...

E gestos de amor normais
Se renovassem totais
À luz boa deste sul!


Imagem de http://home.comcast.net (arte de Michael Rosenzweig).

1 Comments:

Blogger Maria P. said...

Que lindo.
Faz ter esperança, sonhar.

Beijinho*

11:13 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter