segunda-feira, março 27, 2006

Sim/Não


Diz-me. Não me digas.
Estou cansado de dizer...
Porque digo, no entanto,
Mais que não seja a escrever?
Fala. Não fales.
Estou cansado de falar...
Porque falo, no entanto,
Coisas da terra e do ar?
Olha. Não olhes.
Estou cansado de me olhar...
Vou quebrar o meu espelho
E nunca mais o colar.
Que a alma está no dizer...
Que a alma está no calar...
Ou talvez não haja alma,
Só o cansaço de pensar...



Imagem de www.varketta.com.

Poema de Joaquim Camarinha

1 Comments:

Blogger Lila Díaz said...

Tal vez no hay alma pero hay poesía.

3:02 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter