quarta-feira, julho 26, 2017

Que tempo é o meu


Que tempo é o meu, qual foi já e qual será
Da TV a preto e branco projetando flores cinzentas
Da passagem decidida, new wavers e negritude
Do passo profissional, a busca fátua do centro
Da maturidade aprendida (e há quem aprenda mal)
Tudo dividido em estantes como agora dividi
O meu tempo é todo o tempo, mas acho que nunca o vi
E ainda não vi amanhã nem sei se existirá
Mas ele será certamente para quem por ele passar
E todos só amam os mortos pois não podem opinar

Imagem de: TheScarletSecret - DeviantArt

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter