terça-feira, março 17, 2009

Estoicismo



À árvore que não verga e quebra chamam lenha
E alegremente usam a chama que brota da lareira
Outros desmaiam, são temperamentais, forjam ataques
Correm como rios em correntes de força variável
Reunem-se em bandos junto ao fogo, calam
Amam, interagem, conversam sobre o dia-a-dia
Dizem que quem pode, pode e que quem manda, manda
Traçam mútuas intrigas que se esfumam pela chaminé
À árvore que não verga e quebra chamam lenha
E burro ao animal que não saliva ante o chicote
O estoicismo é a recompensa única do estoicismo
E não adianta suplicar porque Deus é um abismo


Imagem de: www.radekaphotography.com.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter