quinta-feira, dezembro 14, 2006

Vazio/Normalização


Eis-me poeta produtivo...
Não mais assim, só cidadão.
Fiquei sem notas para a canção,
Mais atonal mas não mais vivo.

Não trago imagens na cabeça...
Esgotou-se-me toda a emoção.
Fui engolido pelo alçapão
Deste universo feito à pressa.

Nada mais espero, nada mais...
Pelos caminhos desiguais
Morreu o jogral, o trovador.

Morreu de tédio e desamor,
Dessa miséria, desse abcesso
Pleno de nada e insucesso.


Imagem de www.plif.net.

2 Comments:

Blogger Lila Magritte said...

Eu preciso a juglar, sempre.

Beijo.

3:52 da tarde  
Anonymous Luís said...

Um Feliz Natal e um 2007 com muita criatividade, são os meus sinceros votos.

6:49 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter