sábado, agosto 26, 2006

Ao som de uma banda de funk


Cravam-se os sulfúricos canais venusianos
Na pele dos que se ocultam nos seus risos cautelosos
Das vidas percorridas em estradas secundárias...
Tão rápidas, tão céleres, paralelas auto-estradas!
Tão céleres se escapam das mãos invalidadas,
Dos olhares sequiosos de vidas imaginadas,
Dos lábios ressequidos e roubados de evidências!
Enquanto os lábios jovens vão sorrindo arrogâncias...
São arrogâncias rubras e inocentes
Que ignoram o pulsar mental do calendário.


Imagem de http://systsol.bhazeguzer.com.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter