segunda-feira, março 27, 2006

Sweet sound of jazz


No tempo em que os animais falavam...
Wait! Gimme that sweet sound of jazz...
É um café, mais um café,
Litros a rodos, cafeína,
E um Balzac de trazer por casa.
Tão realistas, os roteiros da infância!
E os sopros vão soprando...
E os ritmos vão ritmando...
E o piano martelando...
Não havia Jazz Café na Paris balzaquiana...
É apenas um compasso da minha história
Num fade mais-que-perfeito,
Sweet sound of jazz...



Imagem de http://themes.ows.ch.

Poema de Joaquim Camarinha

2 Comments:

Blogger Lila Magritte said...

Gostei, mas nao havia Café nem Balzac.

3:35 da manhã  
Blogger Lila Díaz said...

Un texto Balzaquiano sin música de fondo.

3:05 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter