domingo, junho 11, 2017

Raios solares


Os raios do sol dão existência
Em câmara ardente de intenso vibrar
Flamejam no vácuo, trespassam o ar
E soam no canto próprio da essência

E eu sou e faço-me raio solar
Cresço em florestas de paciência
Percorro oceanos de luminescência
E sou apenas o meu respirar

Que ritmo palpita na luz da ciência
Que canto floresce no jardim do falar
Que é a intuição senão a experiência
Que nos faz viver e nos vem matar

Os raios solares na sua insistência
Lutam inglórios na impermanência
E toda a beleza é alveolar
Verões imaginados que queremos sonhar

Imagem de: National Climatic Data Center

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter