quinta-feira, abril 05, 2012

Sintra armadilhada


A Sintra central está armadilhada
Com souvenirs caros e ímanes de Lisboa
Elétricos vários, Amália, Pessoa
E galos de Barcelos que não cantam nada

Não muito distante, como inexistente
Dormitam Queluz e o palácio imperial
Paredes rasgadas do restauro a mal
Jardins e chaimites num rosa indolente

E é interessante ver o abandono
Nas lojas de Sintra, plenas de vida
Da nossa Versalhes meio esquecida -
Lisboa, Lisboa, Lisboa no trono!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter