domingo, abril 15, 2012

Canção da luz (a David Bowie inclusive)


A luz varrendo as fachadas limpas
Do Porto que pensei conhecer;
Num sonho como num sonho
Tremi de alegria e tristeza
Como a luz na sua força frágil
Ao entender o tempo subjetivo
Embrulhado na mente subjetiva...

Esqueci tudo o que me disseram
E sobretudo o que alguma vez pensei
Tenho sete anos para pensar de novo
E sete segundos para ser esquecido...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter