quarta-feira, março 23, 2011

Dia mundial de quê?





Parece que um destes dias, contaram-me, foi o dia mundial da poesia. Esqueci-me e o meu desânimo cresce perante o facto, impede-me a recuperação, porque nunca se recuperam os dias esquecidos... Pois a poesia não precisa de um dia mundial? E a mulher não precisa de um dia mundial? E a árvore não precisa de um dia mundial? E os trabalhadores não precisam de um dia mundial? E a paz não precisa de um dia mundial? E a criança não precisa de um dia mundial? E a água, a alimentação, a asma, a juventude, o teatro, o sono, o turismo, o não fumador e a homofobia e as doenças raras... E que fazer de todos os que não têm dia mundial? Onde arrumar todos os que não celebram aniversários e com quem ou a que mesa servir o chá dos desaniversários? Não posso falar por ninguém. Talvez todos precisem de um dia mundial para existirem. A poesia, entretanto, só tem que existir. O seu dia é dedicado a quem a não lê ou não a sabe ler. E o mais provável é que me esqueça novamente do seu dia para o ano e o outro e o outro e o outro até eu próprio me tornar o esquecimento...


Imagem de: http://osonho-condeourem.blogspot.com/.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter