sexta-feira, fevereiro 11, 2011

Vejo os mercados sempre tão nervosos...





Vejo os mercados sempre tão nervosos
E pergunto-me o que pensa o nosso Estado social...
Se tantos acham que os mouros são os benfiquistas,
Se tantos acham que Jesus prega em Lisboa,
Se os reis usaram estádios nas suas conquistas,
Se nunca a literacia portuguesa foi tão boa,
Se é pelos concursos que passeiam os famosos,
Se capital fantasma é dado aos poderosos,
Se capital fantasma cala os ignorantes,
Se nada é como dantes e não existe o dantes,
Somente as aparências e os subsídios derrapantes,
Se eu vejo os mercados sempre tão nervosos...
Porque é que ninguém lhes distribui alguns calmantes?


Imagem original de: www.theepochtimes.com.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter