quarta-feira, novembro 03, 2010

Pleno dia e todos dormem nº 2





Dormem nas ruas, nas estradas, nas calçadas
Fora das portas abertas e fechadas
Zangados com o mundo e não consigo
Achando em cada esquina um inimigo
Dormem nos seus postos de trabalho
Quando fingem a auto-estrada num atalho
Quando exigem impor-se aos demais
E se escapam por frinchas informais
E quando roubam, impunes, sorridentes
Longe do local do crime, sempre ausentes
Dormem os seus sonos tão caninos
Sonâmbulos em sonos pequeninos
Pleno dia e todos dormem ante a morte
E escutar o seu zumbido é a minha sorte


Imagem de: http://happytailsspa.com.

1 Comments:

Blogger Eloah said...

Linda foto!! Adoro animais.O texto tão verdadeiro e belo na sua realidade " E quando roubam, impunes sorridentes".Gostei demais.Um grande abraço Eloah

6:48 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter