segunda-feira, julho 20, 2009

Quem





As lojas encerram as portas
As gentes cerram os olhos
Bombas de gasolina
Restaurantes com cortinas
O Verão em plena cidade
Quem rebentou Sá Carneiro
E anulou Cavaco Silva
Quem forçou a nulidade
Médicos numa mesa ao lado
Falam de enfartes, tromboses
Parece que quem os tem no sono
Quase ninguém sobrevive
E o fumo do meu cigarro
E o aroma do meu café
E o cheiro dos tubos de escape
Quem ainda caminha a pé
Quem me conserta o meu carro
Quem me dita estas palavras
Sorrateiras ao ouvido
Que espécie de espírito santo
Me fala assim por charadas
E o dia cresce às golfadas


Imagem de: http://portland.indymedia.org.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter