sexta-feira, setembro 15, 2006

O triunfo dos bovinos


A minha vida é como um cofre-forte arrombado.
Onde outrora se teciam fios de sol,
Flores de cores lisérgicas e harmonias,
Prados verdejantes além dos horizontes,
Guardo apenas sombras e sombras de sombras,
No meu cofre-forte triste e arrombado
Por mãos grossas, manipuladoras, poderosas.
Existo à míngua de um pequeno grão de esperança
Enquanto outros celeiros rebentam das minhas sementes
E manadas de bovinos pisoteiam os canteiros,
Esgotando as pastagens à luz do sol eléctrico.
A minha vida é como um cofre-forte arrombado,
Um mero adereço secundário em películas de desconhecidos.


Imagem de www.wsfcu.com.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter