terça-feira, junho 20, 2006

Quadra


Não colhas a flor que cresce, inocente,
Que reverbera os sóis do universo inteiro...
Arranca-me a mim, que vivo doente
E ceifa, se queres, o ecrã e o tinteiro...


Imagem de www.cloudberry.org.

2 Comments:

Blogger Lila Magritte said...

Qué belleza intensa en esas palabras!!!!!!

5:09 da tarde  
Blogger Jorge Simões said...

É muito engraçado, porque imaginava que esta quadrazita fosse relativamente menor e apenas relativamente conseguida... Na verdade, chega-se a cada receptor, a cada leitor, de modo diferente. Pessoalmente, claro, sendo que todos os versos contidos neste blog nascem de mim, gosto de todos... Bom, já não sei muito bem o que estou a dizer. Obrigado e um abraço. :)

11:27 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter