quinta-feira, fevereiro 24, 2011

É preciso não pensar





Cala-te, pensamento, no neocortex frontal!
É preciso não pensar, porque pensar faz mal...
É preciso não rimar, é preciso não ritmar
Porque tudo o que tem forma só pode vir do pensar;
E é preciso conformar, deformar e confirmar.
Cala-te, rima teimosa, na minha cabeça a zoar!
O coração é uma bomba que um dia vem a parar
E não sei se há pensamento num mundo crepuscular
E não sei se há pensamento paramolecular...
É preciso não pensar, é preciso não pensar!
Uns sonham com fama e glória, não lhes importa a razão,
Uns levam tudo na frente, como manda o coração,
Uns são vítimas eternas de a vida não ser diversão,
Uns sugam pelas minorias em nome da revolução
Com o olhar faiscante de raiva e de negação
E outros vão na cantiga, na melopeia fingida
E tantos vivem do verbo, da pose fácil, da intriga,
E uns poucos trabalham no escuro para os satisfazer,
Salvaguardando as mentiras em resmas de tinta a correr...
Cala-te, coração, que um dia te irás calar:
É preciso não pensar, é preciso não pensar!


Imagem de: http://the-missing-piece.com.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter