sexta-feira, dezembro 07, 2007

Sete, trinta, quase tudo mais ou menos





Quase trinta decorridos
Tristes mas inevitáveis
O mundo cobre-se de água
E a água extravasa sangue

Sangue de tantas crianças
Sangue que ruge nas veias
Nas artérias das cidades
Nos becos da natureza

Tempo que mata e dá vida
Consciência universal
Foice de novas colheitas
Sempre rubro ao sol-pôr

Nasce um poema incompleto
De palavras entaladas!...


Imagem de http://members.ld.infoseek.co.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter