segunda-feira, março 08, 2010

No mundo, hoje





No mundo, hoje, não há cães saltando
Nem gatos caçando ratos imaginários
As crianças estão todas presas em aquários
E supõe-se que as nuvens lentas vão passando

Tudo é alegre e triste em simultâneo
Como a vasta indecisão do fim dos tempos
Que é salvação para alguns e também tormentos
Um terramoto estranho e tão contemporâneo

Tudo muda sempre sem se ver
As estações que só persistem na memória
Velhos combóios vagos e sem história
Porque história alguma existe para se entender


Imagem de: www.utahskies.org.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

advertising
advertising Counter